quarta-feira, 23 de março de 2011

Gratas surpresas e curiosidades- DVD Alchemy

O Alchemy foi lançado ano passado-(2010), no entanto, apenas nessa semana eu tive a oportunidade perceber algo que muito me surpreendeu.

Ao contrario dos respectivos lançamentos deste show no decorrer da década de 80 e 90, (no caso, primeiro lançamento em 1984, LP,K7,VHS e LD, posteriormente no formado CD e já na década 90 um relançamento remasterizado de toda a discografia do Dire Straits), este show jamais tinha vindo a luz com um ganho na qualidade de áudio como em seu lançamento em DVD e Blu Ray ano passado. Sem dúvidas, este é o maior mérito deste "recém lançamento", uma vez que no quesito vídeo não demonstrou grandes novidades.

Por ser um show oficial da banda, muitos fãs, assim como eu, conhecem cada "vírgula" do Alchemy, o bastante para reparar novos detalhes que vieram a luz neste lançamento, novos detalhes aparecem em quase todas as canções, dentre todos esses novos detalhes, o que mais me chamou atenção está presente na canção "SOLID ROCK".


A surpresa surge logo na introdução da canção, após os primeiros acorde dos sintetizadores e órgãos, justamente nas primeiras batida de Terry no bombo da bateria, es que surge do nada o sax de Mel Collins de maneira discreta e reaparece mais evidente em seguida, no momento em que Knopfler começa seus primeiros acordes na guitarra e segue aparecendo em vários momentos da canção.

Alguém pode pensar... mas isso não tem nada de extraordinário. Ok, mas usando a sensibilidade que Deus nos deu, e sendo um fã assíduo é possível perceber coisas importantes:

Nenhuma versão de Solid Rock possui essa característica presente nesta versão do Alchemy em DVD, o sax vai protagonizando junto com a linha da guitarra de Mark na introdução da canção e fica presente em praticamente TODA a canção, isso faz desta versão absolutamente única, passo a frete devido a tecnologia usada para o lançamento deste concerto em DVD e Blu Ray.


Como sabemos, o sax costuma aparecer em Solid Rock das seguintes formas:

Nas versões da LOG Tour, especificamente no ano de 1983, pois foi neste período que o sax entrou para o Dire Straits, ele só aparece apenas no final da canção, jamais no início e durante toda a canção, na versão de Solid Rock do Alchemy há uma inusitada exceção, pois o Mel Collins fica escondido em algum lugar no palco, ouvimos o som de seu sax durante o decorrer da canção, no entanto, ele só aparece para as câmeras no final da canção como já conhecíamos antes.

Nas versões da BIA tour 85-86, temos versões de Solid Rock onde o sax aparece em apenas dois momentos, primeiramente na passagem do primeiro solo da canção, depois de "Yeah they're gonna stick together" e reaparece no solo final da canção e nas versões da OES Tour 91-92 o sax tem um papel diferente das demais, ele só aparece na reta final da canção, fazendo um dueto com as guitarras, que por sinal é uma passagem mais longa. Observando a versão do On the Night o sax aparece também na introdução da canção, no momento dos primeiros acordes da guitarra de Knopfler, só que bem mais discreto que na versão do dvd Alchemy.

Vale lembrar as versões de Solid Rock com ausência de sax nas poucas vezes que foi tocada na turnê com Eric Clapton em 88 e 89, e também a versão que eles tocaram em Knebworth - 1990.

O fato é> A versão de Solid Rock do DVD Alchemy ganhou uma nova atmosfera devido a esse detalhe da presença do sax em praticamente toda a canção.


Isso abre uma outra questão. Como esses detalhes ficaram obscuros por tanto tempo, não é somente esse de Solid Rock (que por sinal é o mais evidente), mas os outros novos detalhes que aparecem no áudio do concerto? Claro, salve a tecnologia, sem ela isso não seria possível, mas eu imagino alguém que conhece o Alchemy desde de seu lançamento em 1984 se depararando atentamente com esses novos detalhes no áudio do concerto, deve ficado "boquiaberto", eu mesmo fiquei feliz e satisfeito com o resultado dessa nova edição do Alchemy, imediatamente fui verificar as versões antigas deste concerto, VHS, CD e LP, além de Bootlegs de 1983 para conferir se há vestígios de Solid Rock com esse formato e tudo que percebi foi o que suspeitava, nada se compara, essa versão de Solid Rock é realmente diferente e me espanta o fato de ninguém (no meu ciclo de contatos com fãs, e até mesmo em foruns), ter percebido esse detalhe que apontei, bem como outros novos detalhes no áudio dessa nova edição, já era tempo de alguém tocar no assunto em algum lugar, será que fui o precusor desse detalhe? Sem pretenção, mas não deixa de ser curioso. ^^

Uma coisa é certa, eu já achava a versão de Solid Rock do Alchemy uma das melhores, depois desse lançamento ela está entre as minhas três versões prediletas, com toda certeza!


Quem sabe em breve não teremos uma evolução musical de Solid Rock, esse assunto me inspirou bastante para isso! ^^

Mudando de assunto agora, mas nem tanto, observei que curiosamente não aparece o nome de Tommy Mandel nos créditos do dvd Alchemy. Deveria aparecer Addtional Keyboards- Tommy Mandel, isso é muito estranho, pois ele esteve presente em toda LOG tour 82-83 como membro suporte assim como Mel Collins quando entrou poucos meses depois em 1983.


(Tommy Mandel é o cara que fica pulando que nem um maluco em Sultans of Swing no Alchemy, ele fica em seu sintetizador no lado direito do palco e segue nesse clima boa parte do show).

Pelo menos seu nome
consta nos créditos do LP e CD Alchemy.

Um outro fato que estranhamente aparece tanto nos créditos do DVD quanto no LP e CD o nome de Joop de Kort como Percussion e no entanto ele não aparece no vídeo do Alchemy, também confesso que tenho dificuldades de perceber sons de outra percussão além da bateria, se é que existe. O fato é que passei um bom tempo achando que Joop de Kort é o cara que fica pulando e batendo as mãos como estivesse tocando percussão, contudo, observando bem, trata-se de Tommy Mandel empolgado com o ritmo de Sultans, ele fica batendo as mãos em cima da madeira do sintetizador.

Alguém lembra de Onde está o Wally? Pois é, no Alchemy é>> Onde está Joop de Kort?

Para quem não sabe, Joop de Kort fazia parte da Road Crew do Dire Straits, ele é o responsável pela montagem da bateria e entrou com essa função para o DS na MM Tour 80-81, é possível vê-lo em Money for Nonthing no Live AID tocando uma pequena percussão no palco, além de ter fotos dele nos Tour Books das MM Tour, LOG Tour e BIA Tour.


Brunno Nunes


4 comentários:

Fernando disse...

Olá Brunno
se não me engano Joop dekort é o que faz um som de pandeiro na música "sultans... ".
Aproveito para te pedir uma informção :
Eu vi um tempo atrás no blog, uma foto do Mark com o David e a frase " deviamos ter feito isto a mais tempo... ", Voce podia me dar mais detalhes sobre isso ?
quando foi esse encontro.
Abração
Fernando

Brunno Nunes disse...

Olá Fernando

Amigo, em nenhum momento neste show, ou em qualquer um da LOG Tour 82-83 há alguma presença de pandeiro na música Sultans of Swing, de onde você tirou essa ideia?

Com relação a essa foto que você viu no blog, creio que deves ter compreendido bem o que eu quis passar, aquilo obviamente era uma montagem e fiz alusão ao fato deles estarem a mais de 30 anos sem dividir o mesmo palco, sem produzirem nada juntos e acho isso um tremendo desperdício! Knopfler's Brothers Again!!!! O mundo da música precisa urgente!

Abraço

Sergio Costa disse...

Joop de Koorte toca a percussão em Portobello Belle que se prolonga até à entrada em cena de Tunnel of Love. Também está presente no inicio de Private Investigations, no entanto nunca aparece no video Alchemy. Para o dvd em Solid Rock foi adicionada uma pista para o Sax de Mel Collins e muito provavelmente não a aparece nas imagens porque como para a versão LP e CD foi retirada a pista do sax fizeram uma mistura de imagem sem Collins. Abraço e continua este excelente trabalho em pról da minha banda preferida desde sempre. Abraço

Sergio Costa disse...

Joop de Koorte toca em Portobello Belle que termina na intro a Tunnel of Love. Private Investigations também conta com a presença do músico no seu inicio mas não chega a aparecer no Video do Alchemy. Quanto a Solid Rock o que aconteceu é que inicialmente a banda decidiu excluir a pista do Sax de Mel no inicio da canção e para o dvd decidiu voltar a coloca-la.

Dire Straits

Dire Straits
A voz e a guitarra do Dire Straits ao vivo em Cologne, 1979