quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Mark em pura nostálgia


(A simbologia da foto resume o texto abaixo)



Estava conversando no msn com meu amigo Ricardo, (grande fã, assim como eu) falando sobre a turnê de 2010 e eu estava dizendo que o set da tour seria meu foco principal. No entanto, esse foi o ponto de partida para o seguinte detalhe:


O resgate de certas canções!

Observem que Mark sempre explora com muita beleza as suas raizes musicais, folk e blues, country, além de suas composições originais, mas o Get Lucky está todo personalizado contendo ingredientes britânicos e lirismo observacional, tudo isso visto pelo prisma da infância dele, eu acho isso fantásticooooooooo... Isso me remete a algo do contexto do primeiro álbum do DS... coisas como Down To The Waterline e Southbound Again.

Me dei conta que na turnê passada ele regatou músicas que falam de momentos do passado, como Cannibals, Daddy's Don't Gone to Knoxville e foi exatamente no período da turnê de 2008 que ele compôs a maior parte do Get Lucky, por isso eu acho que ele vai resgatar algo muito interessante.

Até mesmo nas fotos promocionais há uma linda nostálgia, eu achei sensacional essas fotos dele observando uma strato vermelha pela vitrine, algo que ele sempre menciona em entrevistas =)






Li uma entrevista dele recente que tem uma frase dele que eu acho brilhane e concordo plenamente>> "Do we ever get away from our childhoods", essa frase é emblemática desse álbum, Get Lucky.

Eu e Ricardo percebemos que o interessante é que esse sentimento com relação a infância já tava renascendo no ktgc, obviamente vemos alguns lapejos disso no Shangri-lá e The Ragpicker's Dream, com mais clareza que em outros álbuns anteriores, contudo, eu aposto no resgate de algumas canções para essa nova tour.

Baseando nesse fatos, eu pensei nas seguintes canções, seguindo a lógica do contexto:


Down To The Waterline
Southbound Again
Single-Handed Sailor

Communiqué... do tempo que ele era crítico, ele ainda era adolecente, não era ainda aduto...
A Night In Summer Long Ago
Fare Thee Well Northumberland...

E
u vou apostando com fé no resgate dessas duas (ou pelo menos uma delas)>> Tunnel Of Love e 5.15 a.m. essas são as mais fortes nesse ponto da infância dele!


Lembremos que ele resgatou Cannibals... na tour de 2008, que fala de coisas de crianças.

Vocês percebem essa relação nostálgia em suas canções e o novo álbum?

Já não é tão provável que ele não venha tocar certas canções que foram compostas pelo prisma da infância dele.

O contexto do novo álbum, ele soltando frases como►
"Do we ever get away from our childhoods" ► “Some of the things we’re attracted to when we’re very small stay with us all our lives.”

Existe uma relação e indo por essa lógica eu não aposto, mas deduzo que ele venha resgatar certas canções e se ele tiver curtindo mesmo essa nostágia, Tunnel Of Love torna-se uma forte canditada a entra para o set de alguma maneira, provavelmente no lugar de Telegraph Road!

Sem dúvidas isso vai refletir no set list da turnê!

Deixo registrado aqui meu palpite, posso está completamente enganado, mas se eu acertar, irie me encontrar muito feliz não apenas por ter acertado, mas por contemplar uma mudança positiva, a chance de ver canções que a muito tempo anadam esquecidas por MK.

Que venham as músicas e vossas opiniões! =)

Brunno Nunes.

---► ◄---

(Sorry for my poor English, I hope we can understand something of the text)


I was talking on msn with my friend Ricardo, (big fan, like me) talking about the tour in 2010 and I was saying that the set of the tour would be my main focus. However, this was the starting point for the following detail:

The rescue of certain songs!

Watch that Mark always operates with its beautifully musical roots, folk and blues, country, and original compositions, but the Get Lucky is all custom ingredients containing British and observational lyricism, all seen through the prism of his childhood, I think This fantastic ... This brings me to something of the context of the first album of the DS ... things like Down To The Waterline and Southbound Again.

I realized that the last tour he stream songs that speak of times past, as Cannibals, Do not Daddy's Gone to Knoxville and it was exactly during the 2008 tour he wrote most of the Get Lucky, so I think he will redeem something very interesting.

Even in promotional photographs is a lovely nostalgia, I found these amazing photos of him watching a strato red through the window, something he always mentions in interviews =)

I read a recent interview that it is a phrase that I think it Brilhan and I fully>> "Do we ever get away from our childhoods, that phrase is emblematic of this album, Get Lucky.

Ricardo and I realized that the interesting thing is that this sentiment about childhood was already being reborn in ktgc obviously see some lapeja that the Shangri-La and The Ragpicker's Dream, more clearly than in other previous albums, however, I bet the rescue some new songs for this tour.

Based on this fact, I thought the following songs, following the logic of context:

Down To The Waterline
Southbound Again
Single Handed Sailor
Communiqué ... the time he was critical, he was still a teenager, was not yet adduct ...
A Night In Summer Long Ago
Fare Thee Well Northumberland ...

I'm betting with faith in the recovery of these two (or at least one of them)>> Tunnel Of Love and 5:15 am these are the strongest at this point in his childhood!


Recall that he rescued Cannibals ... tour in 2008, which speaks of things for children.

You see this relationship nostalgia in his songs and the new album?

It is more likely that he will not play certain songs that were composed through the prism of his childhood.

The context of the new album he dropping ► phrases like "Do we ever get away from our childhoods" ► "Some of the things we're attracted to when we're very small stay with us all our lives."

There is a relationship and going by that logic I do not bet, but I assume that it will redeem certain songs and if he is enjoying even this nostagia, Tunnel Of Love becomes a strong canditado to enter for the set in some way, probably in place of Telegraph Road!

No doubt this will reflect on the set list from the tour!

Go on record here my guess, I is completely wrong, but if I hit, irie find me very happy not only hitting, but include a positive change, a chance to see the songs long forgotten by Alix MK.

Bring on the music and your opinions! =)


Brunno Nunes.


4 comentários:

Zé Miguel Gomes disse...

Exacto... Foi o que senti... Agora resta esperar pelos primeiros concertos e, claro, por Julho, quando ele estará em Lisboa :)

Abraço!

Angel Of Mercy disse...

Pena que ele não vem para o Brasil, mais uma vez! =(

arlem disse...

Communiqué seria o máximo! Excelente blog! Você está de parabens pelo maravilhoso site!

Angel Of Mercy disse...

Obrigado Arlem... Fico feliz que tenhas gostado desse espaço, seja bem-vindo! =)

Dire Straits

Dire Straits
A voz e a guitarra do Dire Straits ao vivo em Cologne, 1979