quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Em busca dos timbre ideais!


Saudações Knopflerianas!!!!

Aos meus estimados amigos e colegas guitarristas Knopflerianos.


Essa semana eu voltei a praticar um pouco de guitarra e estive timbrando meu modesto equipamento, em busca de um timbre limpo, clean, nos moldes do Dire Straits Early years 1978-1979.

Atualmente, meu equipamento é esse que estão nas imagens do vídeo slide:
Guitarra Condor Rx-20s- (2007)
AMP- Borne- Hollywood- G80
Behringer X-Vamp.


Enfim... fiquei feliz com o resultado, dada as as devidas proporções, um equipamento simples. Já me disse um grande amigo guitarrista de Recife, Arthur Brendler, a quem eu devo uma boa parcela em aprendizado da técnica Knopfleriana, " você aprendeu a tirar leite de pedra! E assim tenho feito! ^^





Por outro lado, não poderia deixar também de buscar algo a mais, então, na véspera do aniversário do Mark Knopfler, eu estive em sintonia com uma de seus maiores feitos em uma guitarra, o timbre da canção Money for NothingAquele riff clássico, marcante, inconfundível e desafiador, tanto na sua execução, quanto no timbre, (este último, talvez seja mais difícil).



Depois tentar e tentar encontrar essa bendita sonoridade e timbre, eu acredito que encontrei algo substancial, algo aproximado, dada as devidas proporções, meu modesto equipamento atual.

Enfim... gostaria da opinião de vossas percepções sonoras, pessoal que têm os ouvidos treinados! ^^

Não reparem muito na técnica, eu confesso que não estive interessado em mostrar a execução da música em si, existem muitos bons vídeos de guitarristas que fazem
bem melhor que eu esse riff, meu objetivo foi encontrar e curtir o timbre.


Em breve, partindo pra algo melhor, um equipamento mais robusto e é claro, melhorar a técnica fingerpicker, sei que falta muito ainda, tocar guitarra sem palheta é uma arte para poucos, tem o seu preço, e eu assumo esse valor! ^^


Brunno Nunes.

4 comentários:

Miguel Gomes disse...

Muito bom!

Miguel Gomes disse...

Muito bom, parabéns!

Alice Tomázio disse...

Que excelente post , Brunno!
Eu também sou uma amante das seis cordas, no meu caso, uma guitarrista iniciante,
e meu equipo tb é modesto (nem pedaleira eu tenho, rsrsrsrs).

Mas, tenho algo que vi hoje mais cedo no Youtube relacionado a esses timbres do Knopfler, o vídeo de um carinha, um brasileiro, que tirou um som bem parecido de MFN numa pedaleira modesta e resolvi compartilhar contigo esse presente. Espero que goste tanto o qt eu gostei.

https://www.youtube.com/watch?v=XRjf_Adh-A4

Brunno Nunes disse...

Obrigado Alice! ^^
Parabéns por ser interessada também na sonoridade do Dire Straits e Mark Knopfler, é um desafio muito prazeroso tentar fazer esses sons nuam guitarra.

Quanto ao vídeo, o Guitarsdo já um velho conhecido meu do youtube, ele gosta muito de Money for nothing, bem como Heavy Fuel, achei legal esse vídeo dele, isso porque ele fala de algo que eu havia reparado, são duas guitarras trabalhando juntas nessa canção em estúdio, ambas executadas por MK.

Um abraço Knopfleriano!!!!

Dire Straits

Dire Straits
A voz e a guitarra do Dire Straits ao vivo em Cologne, 1979